Alta de preços exige mais atenção na hora das compras
Publicado em 21/02/2020
Categoria: Sua Vida |
Tags: , , , , , , , , , , , , ,
Pessoa contando dinheiro para ir as compras

A inflação oficial do Brasil em 2019, medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), foi divulgada no início de janeiro e chegou a 4,31%. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que calcula o índice, o preço dos alimentos e bebidas afetou mais o bolso dos brasileiros. As carnes e o feijão, como já era esperado, contribuíram bastante com esta alta.
Nem a cesta básica passou ilesa dos impactos da inflação. Pelo contrário, em todas as 17 capitais brasileiras pesquisadas pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), o custo da cesta subiu acima da inflação. Em algumas cidades, o aumento foi bem superior ao da inflação registrada no período entre dezembro de 2018 e dezembro de 2019. Por exemplo, Vitória (ES) registrou um aumento de 23,64%, Goiânia, 16,94%, e Recife, 15,63%. Mesmo na cidade em que houve a menor alta, Salvador, a cesta básica subiu 4,85%.

Ainda segundo o Dieese, o Rio de Janeiro tem a cesta mais cara (R$ 516,91), pesquisada em dezembro de 2019. Completando esse pódio, Florianópolis aparece em segundo (R$ 511,70) e São Paulo (R$ 506,50), em terceiro, sem motivos para comemorar, claro.
Óbvio também que, com esses aumentos todos, muita gente teve que trocar alguns hábitos. O tão famoso churrasco do fim de semana foi trocado por outros pratos, assim como a frequência semanal das carnes vermelhas.

 

Além disso, o brasileiro reforçou a pesquisa e a busca por melhores preços e condições de pagamento. Com isso, ganharam destaque a venda de kits promocionais, os descontos ao se comprar mais de um mesmo produto, os cupons e os aplicativos de supermercados como os do Pão de Açúcar e Extra, que têm uma série de promoções e vantagens. E sem falar nos atacarejos, como o Assaí, conhecidos pelos seus preços mais em conta. Para atender melhor esses públicos, as grandes redes de mercados também intensificaram os descontos em dias específicos da semana, como faz o Extra, às terças e às quartas-feiras.
Outra excelente forma para aproveitar as boas ofertas sem prejudicar o bolso é utilizar o Multicheque, o cartão de adiantamento salarial, sem custos para o funcionário e para a empresa, que oferece uma série de outras vantagens. O trabalhador pode se planejar melhor financeiramente, além de aproveitar os melhores preços da rede GPA. E para facilitar ainda mais o controle de gastos, o funcionário pode utilizar um app exclusivo e uma Central de Atendimento que funciona 24h.

 

Então, utilize o seu Multicheque e garanta esses benefícios. Se você ainda não tem, fale com o seu RH para conhecer as nossas vantagens!

Compartilhe