Aprenda sobre resiliência e fique mais próximo do sucesso
Publicado em 08/10/2019
Categoria: Sua Vida |
Tags: , , , , , ,
pessoas jovens em um reunião sorrindo

É certo que o caminho para qualquer objetivo passa por diversos obstáculos. A diferença em como você lida com eles é que define seu sucesso ou fracasso. A psicóloga especialista em Prosperidade, Fernanda Tochetto, falou sobre a importância de buscar a resiliência em situações profissionais e pessoais, e como dividi-la em dois níveis.

A palavra resiliência vem do latim resiliens e seu principal significado é “voltar ao estado normal”. Para a psicologia, a resiliência é a capacidade de uma pessoa lidar com seus próprios problemas, vencer obstáculos e não ceder à pressão, seja qual for a circunstância. É a habilidade de enxergar uma oportunidade de aprendizado e crescimento em cada situação, até nas menos favoráveis.

Vamos tomar como exemplo a concepção da Jornada do Herói, idealizada por Joseph Campbell, escritor americano. Base para a maioria dos filmes e séries da atualidade, esse conceito estabelece os passos que fazem um homem comum se transformar em herói.

Primeiro, você conhece o personagem em seu mundo normal. Depois, ele é chamado para a missão. Então, no meio da história, o herói se vê diante de uma provação que parece ser maior do que ele pode enfrentar. Se o herói parasse por aí, o filme não teria graça, não é mesmo?
É nessa hora que ele aprende com a dificuldade, recupera as forças e, finalmente, derrota
o vilão.

Pode parecer história de ficção, mas o momento entre a queda e o retorno do nosso herói tem tudo a ver com ser resiliente na vida profissional e pessoal. “As quedas existem e fazem parte do sucesso, da realização e do crescimento, mas é preciso aprender a levantar-se rapidamente”, afirma a psicóloga Fernanda Tochetto.

Resiliência psicológica

Segundo Fernanda, a resiliência pode ser dividida em dois níveis: psicológica e física. “Ser resiliente de forma psicológica significa conseguir extrair um aprendizado do que aconteceu
e não se colocar na posição de vítima. Algumas experiências são realmente necessárias para conseguir dar o próximo passo, perceber o que realmente está acontecendo e fazer ainda melhor”, explica.

Para colocar a resiliência psicológica em prática, é fundamental treinar a capacidade de olhar para a adversidade e transformá-la em triunfo. De acordo com Fernanda, tudo passa pelo autoconhecimento, afinal, reconhecer a maneira como você se comporta e reage em determinadas situações é essencial para conseguir controlar as emoções, sejam elas positivas ou negativas.

Leia também:

>10 conselhos certeiros para você repensar a forma como vive e se relaciona

>Como organizar sua rotina de trabalho e melhorar sua vida pessoal

O autocontrole faz com que as pessoas enfrentem os acontecimentos com maturidade
e integridade, quesitos fundamentais para a obtenção de resultados satisfatórios. “No ambiente, interagindo com pessoas, preste atenção no controle emocional, no equilíbrio entre razão e emoção. Ambas precisam uma da outra para que haja desenvolvimento pessoal e profissional”, afirma a psicóloga.

Resiliência física

A resiliência física, por sua vez, passa pelo cuidado com a saúde do corpo e é um complemento para se obter força mental e, assim, resiliência psicológica. Uma boa saúde é composta por diferentes aspectos como: alimentação saudável, prática de exercícios físicos e uma boa noite de sono.

Todos os especialistas em saúde nos estimulam a ter boas horas de sono. Em média, oito horas por dia. Elas fazem a diferença na sua produtividade, na sua entrega, no seu bom humor, no dia seguinte. O que é muito importante.”, destaca Fernanda.

O que você come também faz toda a diferença, assim como apostar na prática de atividades físicas, que auxiliam na obtenção de confiança e disciplina, qualidades indispensáveis para qualquer pessoa que deseja se tornar resiliente.

Além de tudo isso, resiliência física também é lazer! É reservar algumas horas do dia para fazer aquilo que gosta. “O corpo necessita de paradas. São elas que proporcionam um distanciamento da rotina intensa e uma maior conexão consigo mesmo, auxiliando a recarregar as energias para, posteriormente, voltar a fazer o que precisa ser feito”, finaliza Fernanda Tochetto.

Investir em resiliência psicológica e física é fundamental para qualquer pessoa alcançar suas metas. Aproveite essas dicas para repensar seus comportamentos diários e comece a praticar a resiliência.

Compartilhe