Sustentabilidade: reciclar bitucas de cigarro é alternativa para empresas
Publicado em 16/05/2019
Categoria: Sua Vida |
Tags: , , , ,
reciclar bitucas de cigarro ajuda na sustentabilidade

Embora grande parte das discussões sobre reciclagem e sustentabilidade tenham como foco diminuir a produção de plástico, vale lembrar que os resíduos de cigarro, que demoram até 15 anos para se decompor, são classificados como lixo tóxico classe 1 – a mesma categoria dos resíduos hospitalares porque carregam mais de 8 mil substâncias tóxicas somente no filtro.

Segundo a ONG Rede Papel Bituca, na cidade de São Paulo são jogadas 34 milhões de pontas de cigarros nas ruas, todos os dias. A quantidade corresponde a 1,7 milhões de maços que poderiam encher um apartamento de 70 metros quadrados.

A cidade de Votorantim, no Estado de São Paulo, abriga a primeira usina de coleta e reciclagem de resíduos de cigarro do país, a Poiato Recicla. No processo de reciclagem, as bitucas são trituradas, submetidas à depuração dos componentes tóxicos e transformadas em massa celulósica. Esta, por sua vez, é utilizada na produção de papel reciclado. A tecnologia é 100% nacional e foi desenvolvida em parceria com a UnB (Universidade de Brasília).

Leia também:

> Repensar alimentação: como ser mais saudável, sustentável e econômico

O projeto já reciclou 30 milhões de bitucas desde que foi criado. Um dos parceiros da Poiato Recicla é a Rede de Hospitais São Camilo, de São Paulo. O programa, implantado no início do ano na rede hospitalar, resultou na coleta de 12kg de bitucas descartados nas dependências e arredores dos três hospitais da rede. Retirado do meio ambiente, esse volume deixa de contaminar cerca de 18 mil litros de água.

Para Marisa Coutinho, gerente de hotelaria da rede hospitalar, as campanhas de combate ao fumo devem incluir a preocupação com a responsabilidade sobre o processo de descarte dos resíduos, “que pode ser nocivo para a saúde e para o ambiente coletivo. O sucesso do programa se dá pela colaboração dos usuários”, enfatiza.

Compartilhe