4 dicas para você repensar e melhorar suas finanças pessoais
Publicado em 24/01/2019
Categoria: Sua Vida |
Tags: , , ,
melhore suas finanças pessoais

REPENSAR: verbo que significa pensar novamente; pensar repetidas vezes; reconsiderar. Dentre seus sinônimos estão reconsiderar, refletir, ponderar, rever, revisar e reexaminar. Em uma abordagem financeira, o termo tem ares de organização e sua prática pode trazer benefícios imediatos, inclusive quando o tema é finanças pessoais.

Ricardo Balistiero, especialista em Economia Brasileira e coordenador do curso de Administração do Instituto Mauá de Tecnologia, desmistifica a lenda de que economia financeira é só para grandes fortunas. “A educação financeira é para qualquer um, qualquer faixa de renda, independentemente de ser rico, de classe média ou pobre”.

Leia também:

> Repensar é evoluir: o que você faz hoje pode ser ainda melhor
> 4 dicas para você repensar e melhorar suas finanças pessoais

Tradicionalmente, o brasileiro não recebe educação financeira desde cedo, mas isso não quer dizer que não deva se preocupar com isso. De modo geral, gastamos primeiro e poupamos depois. “É preciso inverter a lógica dos gastos. O correto é poupar primeiro e gastar depois. Seguindo essa lógica, podemos reduzir as compras por impulso”, reforça o economista.

Apesar de benéfico e indolor, no entanto, rever as suas finanças pessoais exige disciplina e muito foco. Ricardo alerta sobre a importância dessa atitude. “Repensar nossas finanças é necessário, pois o futuro é incerto e é preciso estarmos preparados para ele. Além disso, o Brasil é um país que possui as maiores taxas de juros de mercado no mundo. Portanto, é altamente recomendado que as pessoas evitem endividar-se”.

Confira um passo a passo bem simples para você repensar as suas finanças pessoais:

1 – Faça uma planilha de controle de gastos, com receitas e despesas da família;

2 – Estabeleça metas de poupança mensal;

3 – Vá ao supermercado apenas uma vez ao mês, com uma lista de compras pré-definida;

4 – Reúna a família e faça do controle orçamentário um objetivo comum.

Compartilhe