4 técnicas para ser mais produtivo no trabalho
Publicado em 20/01/2020
Categoria: Sua Vida |
Tags: , , , , , , , , , , , , ,
Homem pensando em sua produtividade no trabalho

Tem dia que simplesmente não rende. Você chega cedo no trabalho, sai depois do horário e parece que quase nada das suas tarefas foi feita ou todas elas foram iniciadas, mas poucas, ou nenhuma, finalizadas. Se essa situação é uma realidade na sua vida, não se preocupe: você não é a primeira e nem será a última pessoa a passar por isso.

A verdade é que produtividade sempre vai ser um tema delicado e fonte de preocupações, uma vez que normalmente está atrelada à permanência do colaborador na empresa. Entretanto, a boa notícia é que existem conceitos e ferramentas úteis para você ser mais produtivo no trabalho sem precisar comprometer seu horário.

O primeiro passo é ter um panorama claro do que você precisa fazer e quais os prazos de entrega. Para Lucas Mendes, cofundador da Revelo, plataforma online que conecta profissionais com empresas e tem no portfólio companhias como Banco Itaú, 99, Hospital Albert Einstein e Grupo Pão de Açúcar, o método GTD – Get Things Done – pode ser um bom ponto de partida. “Traduzido livremente como ‘Fazendo com que as coisas sejam feitas’, o conceito foi criado pelo norte-americano David Allen e divide o processo de trabalho em cinco passos”, comenta Mendes.

 

Veja também:

> Como organizar sua rotina de trabalho e melhorar sua vida pessoal

> Especialista lista ciladas que fazem você perder tempo em reuniões

 

Segundo o cofundador da Revelo, eles são: capturar, esclarecer, organizar, refletir e engajar, sendo que, na prática, as etapas consistem em listar as tarefas, definir quais são as prioritárias para montar um roteiro e, aí sim, começar a trabalhar. O GTD é a filosofia que você precisa para se organizar e, por consequência, ser mais produtivo.

 

A precisão vem da cozinha

Uma das técnicas mencionadas por Lucas Mendes é a Pomodoro e, como o próprio nome diz, vem da Itália. Conta-se que Francesco Cirillo usou um cronômetro de cozinha para organizar seu tempo. O método tornou-se muito popular entre estudantes que estão para prestar exames importantes, como o vestibular. 

“A ideia é trabalhar por ciclos, cronometrando o tempo. Essa proposta consiste em trabalhar por 25 minutos sem interrupções e, quando esse período for completado, descansar por 5 minutos. Isso deve ser feito por quatro vezes. Então, o tempo de descanso se torna mais longo, variando entre 15 e 20 minutos. Depois, os ciclos podem ser recomeçados”, ensina ele. Mendes diz ainda que o foco é primordial para ter sucesso, então o método é ótimo para aplicá-lo.

Quando você já estiver dominado o Pomodoro, ainda é possível turbiná-lo com outra técnica, a Lei de Parkinson. “A técnica significa justamente estipular limites para si mesmo, aplicando prazos mais curtos do que realmente são exigidos de você pela empresa. É preciso ter disciplina, mas quem coloca essa lei em prática aumenta a produtividade e elimina a procrastinação”, comenta Lucas Mendes.

 

A revolução post-it 

Ter uma referência visual pode te ajudar muito a ser mais produtivo no trabalho. Post-its com cores e formatos diferentes são uma forma de organizar tarefas e processos para identificar e otimizar o fluxo de trabalho. “Cada vez que uma atividade é completada, você consegue rever seu fluxo de trabalho”, explica o executivo.

O conceito é conhecido como Kanban, “sinalização” em japonês, e surgiu na Toyota, nos anos 1950. “A técnica Kanban utiliza o modelo de gestão visual das atividades. Nesse caso, a lista de tarefas é dividida em três seções: itens que devem ser feitos, itens nos quais você está trabalhando no momento e itens finalizados”, conclui ele.  Agora que você já conhece as ferramentas certas, é o momento de adequá-las ao seu dia a dia e aumentar sua produtividade. Repense nisso! 

Compartilhe